Personal | Back in the modelling time - My story

15/10/13

I'm really sorry for not writing this in English, but you have the translator bar on you right side, please translate the whole thing if you are interested. It's about my model experience and my advice for everyone out there that wants to become a model.

Olá pessoal, espero que esteja tudo bem com voces?
Hoje não vos venho mostrar um look do dia, nem reviews, mas sim a minha curta história história como modelo.
Não me venho gabar, nem quero por um segundo parecer convencida, só achei que deviam saber um pouco do mundo que parece tão fascinante mas que tem os seus contras, e penso que eu posso falar sobre o tema pois tive experiencia na área.

A minha paixão pela moda começou muito cedo, eu via os programas de moda e as modelos e decidi desde pequenina que era isso que eu queria ser, uma pessoa que todos olhassem e dissessem wow, ela chegou longe eu quero ser como ela. 
Eu sei que não é muito saudável pensar assim, mas quando tens 12 anos pensas de forma diferente.
Informei-me em bastantes agências o que era preciso fazer, e todas me disseram que eu teria de esperar até ter 14 anos para assinar um contrato, e para tal precisaria de ter algumas fotos profissionais como prova de ser 'fotogénica'.

Aos 13 anos, eu já tinha atingido os 1,73 metros, logo eu pensei que poderia começar um pouco antes dos 14 anos.
Paguei a um fotógrafo profissional para me fazer um book, as 4 primeiras fotos são algumas das imensas que lá constataram. Ora isto não é propriamente barato, naquela altura foram 150€. 
Eu logo percebi que as fotos não eram a minha 'cena', que queria desfilar.








Já com 14 anos, decidi participar num concurso de modelos. Eles fizeram uns testes fotográficos (2 fotos lá em baixo), e logo me convidaram para o desfile final (última foto de cima, foi a preparação para o desfile). 
Eu fiquei no top 10 das raparigas, mas não ganhei a final, embora a agência quisesse ainda assim assinar um contrato comigo.
Eu tinha ganho experiência, atitude e confiança para continuar. 
Tenho de agradecer aos meus pais que tiveram a paciencia de me levar kilómetros e kilometros de distância para estes testes fotográficos e desfiles, porque não eram perto de onde eu vivo, alguns em Lisboa.
Essa tal agência (desculpem, não vou referir o nome) ligou-me para ir a Lisboa porque eles me queriam ver, e talvez assinar esse tal contrato. 
Eu estava nos céus. 
Fizémos uma viagem de 3 horas, para chegar lá e me dizerem que sim eu tinha tudo o que eles queriam mas 14 anos eu era muito nova. 
Um desperdicio de tempo, dinheiro e paciencia total!

Fiquei tristissima, pensava que nunca iria concretizar o meu sonho de ser modelo.




Ainda com os meus 14 anos, participei no concurso da Modalfa, pensei ser uma plataforma de alcance do que eu queria, tirei umas fotos eles adoraram e pediram-me para integrar o desfile dessa noite juntamente com caras bastante conhecidas, tal como Isabel Figueira, Dânia Neto, José Carlos Pereira, Isaac Alfaiate, etc. (foto abaixo)
Foi tudo tão repentino, e não tendo muito experiência fiquei bastante nervosa, mas adorei, correu tudo bem apareci em todos os canais da televisão e tinha todas as pessoas da escola a falar sobre mim.
E mais uma vez consegui o top 10. 

Tive de ir a um segundo casting a Lisboa, onde me disseram que poderiam assinar o contrato na agência comigo, mas que eu não poderia ir à final, pois eu era uma beleza diferente do que as pessoas queriam ver ganhar (seja lá o que isso quer dizer).
Também me disseram que isso implicaria não poder ir a mais concursos nem fazer mais trabalhos nenhuns além dos dados pela agência. 
Tanto eu como a minha familia não gostámos disso, por várias razões, então recusámos.

Estava de volta à estaca zero.



Após disto tudo, era de esperar que eu continuasse né? 
Não, eu queria estudar, andava a faltar muito às aulas e as minhas notas não estavam as melhores.

Com 16 anos, o bichinho da moda voltou. Decidi participar no concurso 'Supermodel of the world'.
Fui aceite como concorrente, convidaram-me mais uma vez para desfilar, mais uma vez apareci em vários canais de televisão, e mais uma vez estava nos 7 céus.
Mas não passou para além disso.
Ganhei um pouco mais de experiência, confiança e atitude, mas fiquei por aí.



Ainda com 16 anos, decidi que chegava de concursos e castings e tudo isso, e que teria de ir a uma agência pessoalmente assinar um contrato de exclusividade.

Fui a Lisboa, e fiz uns testes fotográficos com a agência, eles adoraram-me e logo nesse dia mandaram-me para um casting para um desfile dos Manéis! (Manuel Alves&Gonçalves)

Eu lá fui ao casting, eles adoraram e disseram que eu faria parte dos dois desfiles exclusivos deles na próxima semana. Tudo tão rápido não é?

Na seguinte semana lá estava eu em Lisboa, estes percursos do Algarve a lisboa fiz tudo sozinha pois os meus pais queriam que eu ganhasse auto-confiança, e eu não poderia estar mais grata pela confiança que me deram e pela experiencia que me ajudou tanto a crescer.
As modelos eram todas profissionais, e eu nada profissional estava ali sentada sem falar com ninguém o dia inteiro. Há bastante concorrencia neste mundo e ninguém é amigo de ninguem.
Este deve ter sido o dia mais nervoso da minha vida, mas felizmente correu às mil maravilhas, recebi bastantes elogios do público e dos Manéis que queriam que eu estivesse no próximo desfile deles sem desculpas.


Nessa mesma noite a minha booker disse-me que no dia seguinte eram os castings para o Portugal Fashion e que eu teria de estar lá obrigatóriamente. Mas eu não podia pois tinha um exame no dia seguinte. Ela lá arranjou forma de eu fazer o casting nessa noite à meia-noite quase.

Ainda nessa semana voltei a Lisboa e fiz o segundo desfile dos Manéis, e foi maravilhoso. E também soube que tinha sido aceite para o Portugal Fashion para dois desfiles. YEY!

Como podem imaginar isto foi uma altura da minha vida em que eu não parava, andava de trás para a frente e de frente para trás em castings e viagens e desfiles...
As notas na escola estava a sentir essa ausência minha, mas era o que amava fazer por isso continuei.

O Portugal Fashion, como sabem é no Porto, logo a viagem foi grande, mas felizmente a agência pagou por tudo. 
Correu bastante bem, e fiquei maravilhada sabendo que iria desfilar para o Carlos Gil. Acho que foi o auge da minha carreira.
Desfilei com caras bastante conhecidas como a Fiona, Jani Gabriel, Flor, etc.



Depois, o meu mundo desabou-se. 
Fiz o casting para a Moda Lisboa, e não fui aceite, o que para uma modelo que já tinha feito tantos outros desfiles era um pouco estranho. Mas sabem, a Moda Lisboa quer as modelos magras, e aparentemente eu não era magra o suficiente, logo a minha booker fez-me prometer que iria fazer uma dieta e que teria de perder 7 quilos! 
7 quilos para quem tinha 1,77m e 54 kilos na altura era absurdo. Eu já não comia nada na altura, andava sempre mal disposta, mal humorada e cheia de fome. Até que eu mesma pus um ponto final na história.

Cada viagem que eu fazia era 50€ incluindo comida e transporte e não consigo contar pelas mãos as viagens que fiz. Os desfiles eram bem pagos, mas o cartão de informação que davam a cada cliente custavam-nos 20€ cada, já para não falar nos testes fotográficos que eram 200€ cada. 
Fazendo as contas eu estava a perder imenso dinheiro, estava quase doente magra e estava a faltar imenso à escola.
Eu disse, chega! Não é isto que eu quero para mim, vou acabar por ter um colapso.

Eu tenho duas amigas também modelos em que uma ficou anoretica e a outra desistiu pois com 15 anos queriam forçar cocaina no seu corpo. Nunca me aconteceu nada do género, mas sei de muitas que sim.

Eu vivia longe de Lisboa, logo seria mais fácil ir para lá morar, aliás, a minha agência fazia sempre essa pressão. Mas para quem tem 16 anos, tem a familia toda no Algarve e amigos é uma ideia inaceitável.

Foi um tempo maravilhoso, realmente é um mundo fascinante mas se a minha filha no futuro me disser que quer ser modelo eu vou recusar o sonho, porque embora seja um sonho esse sonho acaba quando vimos o behind the scenes. Eu soube ser forte e resistir, mas será que outros são?

Existe muita concorrência, muita maldade, muita falsidade nisto tudo. Aliás, antes de assinar o contrato ainda participei nos cabelos Pantene, ele gostou tanto de mim que me perguntou se eu já tinha experiencia eu disse que sim. Logo a seguir ele telefonou à minha futura agência a perguntar se iriam assinar o contarto comigo senão ele assinava. Nem me deram a escolher, foi tudo entre eles. Só soube disto uns meses depois.

Tu não sabes de nada, se o dinheiro é retirado da conta, para que, quanto ganhas. Nada.

O book também foi um desperdicio pois nunca ninguem me pediu para ver fotos. Tenham em atenção a tudo isto.
Se é o vosso sonho, vão directamente às agencias. Eu tive bastante sorte em tudo, e voces também poderão ter.

E desculpem por não ter mencionado nomes, mas não quero difamar ninguém.

Hoje em dia ainda faço trabalhos de vez em quando na Austrália, sem contrato de exclusividade, e é o melhor. Ainda meço 1.77m e peso 57 kilos e nunca ninguém me disse para emagrecer. 
Sinto-me bem comigo mesma, sigo uma dieta regular e estou feliz.

Espero ter ajudado alguém, e espero que não se tenham aborrecido, e se sim, desculpem.
E obrigado aos que leram.

A.Meyer

12 comentários:

  1. Tu és magra, linda, não sei quem tem lata de dizer para emagreceres e 7 kg! Não têm noção nenhuma de saúde, as modelos muito magras, também não :/ a sério.. não percebo, não percebo mesmo, mais vale estarmos bem connosco e de boa saúde... agora de outra forma, nem pensar.
    É normal querermos ser modelos, todas nós já passamos por isso... eu desfilar, não conseguia... não me fascina, e também não tenho altura suficiente mas gosto muito de modelo fotográfico mas sou muito pessimista etc etc, é complicado.
    Continua assim, linda... és fantástica, e se algum dia ouvires "precisas de emagrecer", ignora.. estás muito muito bem, eu ao teu pé devo ser baixinha e gordinha x) beijinhoss****

    E adorei o teu post, http://ourbittersweetaddiction.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas tuas palavras, significa muito para mim :D Pois eu sei que não é para todas as pessoas, mas para mim era. Mas depois de veres o outro lado ficas na dúvida, mas é como eu disse, há que ter cabeça e seguir o caminho certo. E tu és linda e se gostas desse mundo devias seguir em frente! A vergonha passa. E mais uma vez, muito obrigada :) Beijinhos x

      Eliminar
  2. You're so so beautiful! <3 Thank you so much for the sweet comment! You made my day! Following you now :)

    XoXo
    Plami

    http://www.fashionthrill.com/

    ResponderEliminar
  3. nice pics! so pretty!
    *
    *
    new post www.l-essence.net

    ResponderEliminar
  4. meu deus, isso é um mundo completamente absurdo, tenho uma amiga que aos 15 anos morreu de anorexia precisamente porque lhe disseram que devia perder peso. felizmente em certos países já começam a proibir modelos de desfilarem se não tiverem o imc de pelo menos 18.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem isso é mesmo de extremo! Sim realmente é verdade, Espanha já adotou essa medida, agora precisam de fazer o mesmo em Portugal e em especial em França, que continua a ser o pior país nesse aspecto. Temos o caso da capa de revista da Ralph Lauren, em que felizmente ela não concordou e foi um grande escandalo. Obrigada pelo comentário :) Beijinho x

      Eliminar
  5. Wow, you look always amazing

    http://coco-colo.blogspot.de/

    ResponderEliminar
  6. Ficas bem de qualque forma, adorei todas as fotos !!!

    Beijinhos

    http://gossipmagazine2000.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

As a blogger it is important for me to know your opinion.
I always try to look at your blog and if possible comment back.
Thanks for commenting I really appreciate it!